segunda-feira, 17 de setembro de 2007

RONDA DO DIA



Se não os visito todos os dias, é por falta de tempo.

É que há vida fora dos muros da blogolândia.
E há outras, para além da blogomania.

Natural é que traga para aqui, dos blogues visitados, aquelas postagens de que mais gostei. Logo, onde deixei qualquer “recado”.
Em todos assino jlf. Salvo no Pé de Cabra e no Tiromante, onde sou o mc, e...

A ordem por que aparecem é a alfabética.
Salvo, por vezes, quanto à primeira de cada dia em que aqui postar. Nessa eventualidade, esse foi, por qualquer razão, o meu preferido da data.
(Embora possa ser doutra).

‘Bora?
.
.
.
.
Antes de mais, espero que tenham passado um bom fim-de-semana.
E que as férias – para aqueles que as estão a gozar agora – se não deixem ensombrar, completamente, pela invernia que, volta e meia, se instala por aí...

Nesta ronda, em que sigo a ordem alfabética, encheram-me as medidas:
.
.
.
- A NATUREZA DO MAL
onde encontrei uma das melhores montagens que já vi acerca do sr engº Pinto de Sousa... O texto, sumário e simples - e corrosivo qb - não escapa ao mais desprevenido passante...
A imagem é de autor desconhecido. Ou, pelo menos, não identificado.
Autor que, manifestamente, dispensa louros. Mas que revela uma criatividade extraordinária.
Retrato de suficiente severidade e texto de mordacidade bastante.

Retrato que (admito que com alguma pueril ingenuidade – coisas que acontecem ao mais sisudo dos velhos) me apressei a identificar, como segue
.


Socralazar

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

- A VER O MUNDO
de que destaco um post interessante, em que se dá a conhecer, ou se relembra, a existência de um outro blogue de grande qualidade, que é o “A a Z” do poeta Nuno Júdice, cujo link consta do texto para que remeto e onde JCarreira Maia deixa um dos poemas, do poeta visitado, de que mais gostou.
Comentei, aí: “Toda a razão. Belíssimo, mesmo. O poema, claro.E o blogue, muito bom.(Também gostei muito do “Olhar”...)(E em termos de comentários, vá que não é das maiores vítimas: ainda assim, é bastante poupado às pirofrivoleiras agudas que certa gente semeia por aí...)”
.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
- BETTIPS
onde a palavra e a fotografia se casam da forma mais harmoniosa, sensível e elegante.
Veja-se aí a homenagem que a autora, doída com a perda do singular tenor, presta a
Pavarotti.
A autora podia ter ilustrado o seu post com uma das muitas fotos ou caricaturas tenor de que a rede está inundada. Mas não: optou pela representação simbólica, pela alegoria.
.
imagem BETTIPS
.
Bem, as minhas palavras, depois da postagem que acabaram de ver, são pobres bagatelas. De qualquer maneira, comentário verdadeiro, sentido.
“Imagens? Desta vez uma apenas. Forte. De eloquência bastante. Prenhe de significâncias várias, de beleza rara.
E as palavras? São pérolas, escolhidas à pinça, pesadas em balança de laboratório...Ricas, densas, certeiras. Não são, nunca, umas palavras. São, sempre, AS palavras.
De novo trago comigo, ao daí sair, uma sensação agradável.
De leveza. De serenidade.
Até...”
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.


- O VOO DA CORUJA
Livreiro, contador de histórias e poeta. Mas não poeta de flores e ramalhetes. Antes poeta de rija têmpera. De palavra dura, de verbo cortante.
Homem de vários saberes e de muita cultura. O José Ribeiro é uma força da natureza. Que a vida, por mais madrasta que queira ser, não verga.

Até que a noite cresça
”, dizia o ZR, a que, em jeito de desgarrada, respondi:
“Que, essa, há-de crescer.Mesmo que se imponha alterar o normal curso dos acontecimentos... Como tantas vezes...Por mais longas que sejam as horas, por mais longe que pareça estarmos... Havemos de estar a tempo.Até...”
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

- PÉ DE CABRA
Rui Lucas não esquece o
ambientalismo
. Como está atento a todos os problemas graves (causas fracturantes, é hoje o jargão) que ensombram o nosso país e o mundo.

Usa, é evidente, a única arma que resta a quem está no Outono da vida: a palavra. E a imagem, claro. (E que imagens, por vezes).
.
.

De passagem, deixei uma nota:
“Bom ambiente, boa saúde e belas imagens.
Também as vi, e assim pensei.
(Uma coisa que o Spencer Tunik já não deve suportar, em casa dele, é uma mulher descascada; nem ver-se ao espelho, descascado)”
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

- TIROMANTE
a propósito de
reforma política – agora noutro blogue – tece ainda Rui Lucas muito assisadas e oportunas considerações.
Claro que os bem pensantes (soi-disant) não engraçam muito com reformas políticas (salvo algumas excepções e dependendo de onde lhes sopre o “vento”).
E depois dos seus considerandos, RL remata: “mais vale um lulu que ladre por nós”, o que logo me sugeriu um grupo de jograis (“tropus pray” – assim os designei, como podia tê-los chamado de percevejos ou outro qualquer parasita) que, a propósito, entoa o seguinte:
.

.

Tropus pray:
vasto garça morra – revolução?!
cego das névoas- credo!
berbigão feliz- outra?
todos- NÃOOOOOOOOOOOOOOOO!...
.
ladiz depenado- grande líder da oposição, é um enxovalho!
vaidemim lorpeira- inadmissível!
aberto javardão jasmim- fora os sociais fascêstas do contenente
todos- foooooora!...........
.
magro pingo- a santinha da ladeira nos acuda!
cego das névoas- os pastorinhos de Fátima nos protejam
berbigão feliz- o joe berardo nos defenda
todos- misericórrrrrrrrrrrdia! Amennnnnn!

.
ladiz depenado – temos de exigir que nos levem a sério
vasto garça morra – e que nos dêem ouvidos
todos - i-me-di-a-ta-mennnnnnnn-teeeee!
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

- WE HAVE KAOS IN THE GARDEN
a BOMBA ECOLÓGICA ocupou um post de kaos. Referindo que “a mais potente bomba de vácuo concebida até ao momento, acaba de ser testada na Rússia”, kaos desenvolve, abreviadamente, as brandas virtualidades do engenho.
Os cérebros que descobriram o brinquedo garantem que, embora ela tenha uma capacidade destrutiva igual à de uma bomba nuclear, não tem o efeito perverso desta, pois não provoca contaminação radioactiva. E, talvez a sério e com algum regozijo, dizem que esta apenas queima todos os seres vivos ao seu alcance.
Este espírito competitivo dos guardiães da paz no mundo – espírito competitivo no sentido de melhor a (paz) preservar, leia-se – é que deu origem ao seguinte boneco de kaos (um dos muitos em que ele revela a sua grande criatividade)
.

"a minha é maior que a tua"

(imagem e legenda de kaos)

.


Foi sobre ele que deixei um apontamento:
«"A minha é maior qu'a tua" - é como quem diz (apressam-se a emendar os bem pensantes, que concluem: "honi soi"...)A essa colectividade de filhos de putin não será mais preciso designar de putinedo?E à técnico-tática de Bush de ocidentalizar o mundo muçulmano não seria mais claro referir, mais singelamente, de b(r)ushedo?Só pretendo ajudar a esclarecer... Porque piada não acho nenhuma nisto!»

.

.

.

.

.


De notar que escolho apenas alguns dos blogues por onde passo. Melhor dito: dos que visito regularmente.
Assim como a escolha foi a meu gosto, espero que tenha também sido ao vosso.

10 comentários:

bettips disse...

Líricos, interventivos, políticos. Uma bolsa do "Outono da Vida" bem recheada de motivos para o amor/terror do mundo. Obrigada por mim. Saudações aos outros. Um abraço ao teu olhar.

aminhapele disse...

Pelos vistos,acabaram as férias...
E com baterias bem carregadas!
Há que malhar nas teclas!
Um abraço,mc.

ovoodacoruja disse...

Caro Zé Luís,

Um forte abraço a este construtor de pontes! É sempre bom estar nesta companhia, partilhar este espaço/tempo...
Um abraço a todos!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 

Musicians Friend Coupon
Musicians Friend Coupon